Pausa com Alice Grou, Ana Helena Grimaldi e Estefania Gavina

05/06/2009

5 de junho de 2009
Artistas: Alice Grou, Ana Helena Grimaldi, Estefania Gavina e Helena Giestas
Local: TOTE Espaço Cultural

Curadoria: Samantha Moreira
Produção e Montagem: Ateliê Aberto Produções Contemporâneas

É tanto.

Reflexões de vidas atuais, onde o over se confunde com o que temos.
Onde o desejo de enxergar aquilo que sempre se vê, busca ser invertido, ramificado, esvaziado, modificado. Talvez para nos levar a lugares e sentidos únicos, experiências e percepções cotidianas despercebidas.
Pausa apresenta, inicialmente, paisagens de quatro artistas em diferentes situações e lugares povoados. Somente olhares solitários registram um respiro, um soluço, um silêncio.
Mas aqui não está em jogo um estar só, e sim permitir em tanto.
Pausa é o entre coisas.

Alice Grou Tríptico “Paisagens Líquidas” 2009

Fotografia P&B – impressão lambda com aplicação em metacrilato Medida unitária: 80 x 120 cm

Reflexões em espelhos propriamente ditos, em espelhos d’água e até através da superfície da terra, considerada como um estranho espelho opaco quando olhamos para as raízes como se fossem reflexos dos galhos de uma árvore, são imagens que têm permeado o trabalho de Maria Alice já há algum tempo. As imagens que fazem parte integrante desse trabalho foram obtidas de registros de reflexões de vegetação localizada próxima de espelho d’água natural. Denominei-as “Paisagens Líquidas” por considerá-las imagens ambivalentes, representativas do conceito de identidade líquida de Zygmunt Bauman.

Ana Helena Grimaldi Série “Entre” 2008

Fotografia colorida – impressão em jato de tinta

Dimensão: 100 x 70 cm

No intervalo entre as coisas, o vazio. Coisas podem ser objetos, arquiteturas, lugares, mensagens. Esse espaço pode ser tudo, muito além de ser a falta de algo. Penso o vazio que se forma entre o que é e tudo o que pode vir a ser, transformando os limites da conseqüência em causa-fresta entre o agora e o infinito, o real e o possível – como um chamado: entre.

Estefania Gavina Trepadeira, trepadora, enredadera… 2009 Vídeo-instalação

?
trepando, trepadeira…
me aferro a mi alrededor
enredandome en momentos
instantes, emociones
aunque me falte el aire
aunque me quede sola
?
trepando, trepadeira…
sigues luchando
que quieres alcanzar
en tu necesidad imperiosa
de sobrevivir
?
trepando, trepadeira…
en busca del poder,
de dominar mi existencia
de alcanzar la esencia
del ser
?
trepando, trepadeira…
rodeandote de afecto
en busca de un abrazo
una mirada, un suspiro
para confundirte y asfixiarte
sin perder tu condición
?

Helena Giestas Série SOBRE (sobre posição/sobre vivência) Instalação 8 caixas de luz (Backlight) com imagens digitais impressas em Duratrans

A série “Sobre” constrói relações e sobreposições entre imagens de galhos/árvores e imagens de ramificações hepáticas. Estas últimas resultam de Radiologia Intervencionista realizada durante procedimentos de embolização de tumores hepáticos. A mera semelhança não é coincidência. As ampliações estão em escalas desproporcionais para enaltecer as ramificações orgânicas entre matérias distintas. Micro e macro se confundem. Desconstrução da forma, desorganização celular, assimetria do controle, periferia do desmembramento. O barulho silencioso, o branco desafinado.


Deixe um comentário