Depois de um tempo, tempo depois | Norma Vieira

18/09/2009

18 de setembro de 2009
Artista: Norma Vieira
Local: TOTE Espaço Cultural

Curadoria: Samantha Moreira
Produção: Ateliê Aberto Produções Contemporâneas

Ao herdar de Tote, seu pai, as publicações das décadas de 40 e 50 de suas pesquisas realizadas em parceria com outros pesquisadores para a revista Memórias do Instituto Butantan, o que chamou a atenção da artista Norma Vieira foram os desenhos científicos que ilustravam esses artigos.

Para ela, era lamentável que se perdessem na desmemoria do tempo. Apropriando-se desses desenhos, de autoria desconhecida, Norma subverte a ordem científica e reformula uma nova possibilidade, imaginária, uma outra ordenação, livre, baseada nas estruturas plásticas e estéticas que se entreolham entre a ciência e as artes. Preservá-los sem guardar a exatidão visual informativa, foi sua intenção.

Traços e linhas delicados percorrem camadas de vidros e lentes. Tendo ao fundo um espelho, essas formas ficam infinitas e flutuam numa ilusão ótica e poética. Monotipias sobre papel japonês, a seda, colagens e pinturas também compõem o projeto.

A reprodução de um roteiro de viagem pela artista, originalmente de uma expedição científica ao Rio Araguaia e a Ilha do Bananal (Goiás) feita por Tote na mesma época, resulta em um registro escrito, fotográfico e em um vídeo que também estão presentes na exposição. Esse percurso, feito hoje a uma velocidade inimaginável à época, resgata o próprio caminho do desenvolvimento histórico, científico e a memória de um tempo, das lembranças, da percepção e da sensibilidade. A narração do roteiro de viagem feita por ArisTÓTEris T. Leão, contrasta da viagem atual, realizada por Norma.

As fotografias guardam a idéia de um tempo inexorável, refém das imagens, revisitado. A viagem ao Rio Araguaia e à ilha do Bananal reedita, como num caleidoscópio, um roteiro do tempo passado – presente.


Deixe um comentário